Estacionar em locais proibidos atrapalha o fluxo de veículos

Para melhorar as condições de fluidez e circulação do trânsito em algumas vias da cidade são adotadas medidas como a implantação de placas de proibido estacionar. Isso permite que os condutores possam circular livremente, sem impedimentos no caminho. Congestionamentos são formados e acidentes podem ser provocados quando um veículo está estacionado ou parado de forma irregular.

Em Teresina, foi preciso adotar essa medida em avenidas de maior fluxo de veículos por causa do crescimento da frota, que aumentou em cerca de 20 a 30 mil veículos em um ano. O diretor de trânsito e sistema viário da Strans, José Falcão, explica que os locais em que não é permitido estacionar proporcionam um trânsito melhor e mais seguro para todos.

“Com o aumento da frota de veículos nós temos que encontrar maneiras de melhorar o trânsito e diminuir o número de acidentes. As vias de maior fluxo estão suscetíveis a terem mais problemas, por isso, é necessário proibir o estacionamento nelas. O condutor que estaciona ou para o seu veículo nestas vias, força o motorista que vem logo atrás a mudar de faixa. Isso pode ocasionar uma colisão e até mesmo gerar pequenos congestionamentos”, afirma.

Estacionar em locais destinados a ambulâncias e carga e descarga são infrações de trânsito. O Supervisor Geral e chefe da Seção de Acidentes da Strans, Torquato Neto, explica que são condutas que geram transtornos para quem realmente necessita das vagas.

“Recebemos muitas solicitações de hospitais, pois as pessoas colocam seus veículos nos locais destinados as ambulâncias. Isso gera transtorno para os profissionais e pacientes. Os comerciantes também sofrem com esse problema, quando os condutores estacionam no local de carga e descarga. Isso atrasa o trabalho deles e atrapalha o trânsito”, comenta.

Torquato ainda chama atenção para as vagas destinadas aos idosos e pessoas com deficiência, além das rampas de acessibilidade. “Muitas pessoas ainda insistem em estacionar o veículo nas vagas para idosos e para as pessoas com deficiência. São infrações gravíssimas, de R$ 293,47. Pedimos também a conscientização da população para não parar ao lado das rampas de acessibilidade”, finaliza.

Projeto De Pais para Filhos será realizado o ano todo

A educação no trânsito é uma prioridade para a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans). Para contribuir com a formação de novos condutores e orientar os atuais, o projeto De pais para filhos será permanente. Todo dia, quatro escolas com grande fluxo de veículos em suas proximidades serão atendidas no início da manhã, ao meio dia e final da tarde.

Esse projeto é desenvolvido com a presença de agentes de trânsito orientando os condutores a agir corretamente, não estacionar em filas duplas, nas áreas específicas para deficientes e evitar congestionamentos.

Felinto Ferro, empresário e pai de uma estudante da educação infantil, obedece às normas e segue as dicas estacionando o carro alguns quarteirões antes do prédio da escola. “Sobre esse projeto de educação, eu acho importante a Strans se preocupar em orientar os pais. Essa ação fez com que o trânsito próximo à escola da minha família ficasse mais harmônico. Sem os agentes fica muito ruim. É preciso que os condutores se conscientizem sobre as leis para que o tráfego seja mais seguro para todos”, analisa.

A Gerente de Educação de Trânsito da Strans, Samyra Motta, relata que alguns diretores de escolas e pais de alunos avaliaram que a iniciativa foi favorável à educação nas vias. “Percebemos que é positiva a continuidade das ações dos agentes de orientar os condutores. Investir em educação é essencial para a melhoria da fluidez e segurança, permitindo, assim, o direito de ir e vir de todos”, relata a gerente.

O Gerente de Operações e Fiscalização da Strans, Denis Lima, também destaca que já percebe algumas mudanças. “Com o projeto de Pais para filhos já observamos que melhorou a passagem dos veículos perto das escolas. As maiores inconveniências continuam sendo o estacionamento em fila dupla, nos locais proibidos e sobre a faixa de pedestre”, informa.

Um dos agentes de trânsito envolvidos na ação, Raimundo Nonato, aponta as principais irregularidades cometidas pelos motoristas. “É o estacionamento em fila dupla, mas a gente está tentando já há um mês fazer esse trabalho educativo e observamos que houve progresso. Porém, ainda tem pais que ainda insistem em deixar péssimo exemplo para os filhos”, diz.

A campanha também tem sinalização vertical com placas contendo frases de impacto em algumas vias. O objetivo é estimular reflexões sobre atitudes que geram bons exemplos no trânsito para os futuros motoristas.

Faixa exclusiva no Dirceu reduz tempo de viagem de ônibus

A faixa exclusiva para ônibus na avenida principal do Dirceu, implantada em 2017, permitiu a redução de tempo em torno de 10 minutos na operação dos ônibus que circulam na região. Diariamente, cerca de 40 mil veículos passam pelos dois sentidos da via. O fluxo no local aumentou consideravelmente após a inauguração da Ponte Anselmo Dias, que liga as zonas Sudeste e Sul.

“Com a implantação da faixa exclusiva para ônibus na avenida principal do Dirceu, foi necessária a proibição de estacionamento devido à largura da via. Porém, a Prefeitura asfaltou todas as ruas próximas, que podem ser usadas como alternativa pelos condutores”, ressalta o diretor de Trânsito e Sistema Viário da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans), José Falcão.

Ele explica, ainda, que a medida foi tomada também devido ao aumento do fluxo de veículos. “Essa avenida, que ligava a BR-343 à Avenida Joaquim Nelson tinha apenas 1,7km de extensão e agora tem 7,3 km depois da construção da Ponte Anselmo. É uma das pontes mais utilizadas pelos motoristas para se deslocarem das mais variadas áreas da cidade para o Grande Dirceu”, esclarece.

Falcão explica que a frota de veículos na cidade aumentou em cerca de 20 a 30 mil veículos em um ano e que isso mostra a necessidade de intervenções para proporcionar um trânsito melhor e mais seguro para todos.

O gerente de planejamento da Strans, Denilson Guerra, também avalia que as faixas e os corredores exclusivos têm trazido mais agilidade para o sistema de transporte público, permitindo que as pessoas se desloquem com mais rapidez. A superintendência tem adotado uma série de medidas para a valorização do sistema de transportes públicos, como a implantação de corredores e faixas exclusivas para ônibus, fechamentos de retornos, instalação de semáforos e melhorias em vias.

A fisioterapeuta, Bruna Maria, mora no conjunto Novo Horizonte e acessa a avenida principal do Dirceu todos os dias. Ela explica que a mudança, no início, gerou desconforto para as pessoas, mas que foi necessária devido ao fluxo intenso no local e que diminuiu o número de acidentes.

“Depois que fizeram as mudanças na avenida percebemos que o trânsito passou a fluir melhor e que os acidentes estão menos frequentes, quase não vejo mais. Proibir o estacionamento na avenida, por mais que seja ruim para nós motoristas, foi uma medida importante, porque parte da via ficava cheia de carros e dificultava o tráfego. Tivemos que nos adaptar estacionando nas ruas laterais, mas foi uma medida necessária, porque precisamos pensar no coletivo”, disse.

A fisioterapeuta relata que com a faixa exclusiva de ônibus e a proibição do estacionamento na frente das lojas, melhorou muito o trânsito.  “Além disso, os ônibus não precisam mais desviar dos carros, andam mais livres, o trânsito corre mais rápido e há menos engarrafamento”, reforça.

 

Strans recebe uma média diária de 12 chamadas sobre colisões no trânsito

A falta de atenção, estacionamentos irregulares, excesso de velocidade e a imprudência no trânsito são alguns dos motivos que ocasionam colisões entre veículos. São pequenos acidentes que geram transtorno para os proprietários e demais motoristas que circulam nas vias, uma vez que congestionamentos são formados.

A agente de trânsito Carla Sales explica que muitos acidentes poderiam ser evitados se os condutores fossem mais atentos no trânsito e seguissem as regras do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Ela ainda cita exemplos de colisões que acontecem no dia a dia.

“Recebemos, em média, 12 chamadas sobre colisões por dia, mas esse número varia. Quando chegamos ao local, avaliamos que, em muitos casos, os acidentes poderiam ser evitados. São colisões traseiras, quando o veículo da frente freia e o que está atrás desatento, avança, causando o impacto. Também tem as colisões laterais quando um motorista invade a preferencial e o outro não consegue frear a tempo. Então, são algumas situações que causam prejuízos materiais e transtornos para as outras pessoas quando temos que interditar uma via e quando se forma congestionamentos”, esclareceu a agente.

Em casos de acidentes, a população deve procurar os órgãos competentes, como Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (STRANS) e Companhia Independente de Policiamento de Trânsito (CIPTRAN), para que os dados sejam coletados e a ocorrência registrada. Uma Seção de Acidentes de Trânsito foi criada na STRANS para atender estes casos. Ela funciona das 6h às 23h e a população pode solicitar por meio do número 3122-7617.

Deficientes visuais recebem atendimento dos fiscais nos terminais de integração

Nos terminais de integração, os fiscais conduzem os deficientes visuais até que estejam acomodados dentro do ônibus. Esse é um serviço que agrada a quem necessita de orientação para fazer os deslocamentos dentro dos terminais, que atendem as especificações técnicas de acessibilidade.

O casal de deficientes visuais Luiza de Sousa Ferreira e Antônio Carlos de Sousa utilizam diariamente o Terminal Zoobotânico, zona Leste de Teresina, e constata que esse atendimento facilita o deslocamento.

Segundo Luiza, o serviço contribui para que ela se desloque mais rápido e com segurança. “O fiscal e o motorista são gentis no atendimento e eu gosto porque fica fácil ir até o ônibus que eu preciso”, declara.

Para Antônio de Sousa é útil receber essa atenção por parte dos fiscais. “Eu acho bom o serviço e gosto porque os fiscais e os motoristas auxiliam a gente. Só peço que os motoristas tenham mais atenção para que o ônibus fique bem perto da entrada da plataforma para que a gente não tenha nenhum perigo de cair no espaço entre o ônibus e a plataforma”, diz.

A engenheira da Strans Adelia de Melo explica que as plataformas nos terminais foram construídas com dispositivos para garantir a segurança dos usuários. “Esses dispositivos são taxões que auxiliam o balizamento do ônibus junto à plataforma e assim o ônibus fica o mais próximo possível da plataforma para que não haja espaço que comprometa a segurança do usuário”, afirma.

Ela informa que as estações e os terminais estão dentro das normas de acessibilidade. “Todos têm piso tátil, rampas e semáforos sonorizados para auxiliar com segurança os deslocamentos dos deficientes visuais”, destaca.

Strans realiza reunião com moradores da zona Norte

Com o objetivo de discutir as mudanças que serão implementadas no entorno do Terminal do Buenos Aires, acontece nesta quinta-feira (29), às 17h, uma reunião com as lideranças comunitárias e comerciantes da região norte, no Centro de Educação Infantil (CMEI) Tia Luluzinha, situado à Rua José Marques, 3315, no Bairro Buenos Aires.

O diretor de Trânsito e Sistema Viário da Strans, José Falcão, considera muito importante esse tipo de encontro. “Já realizamos algumas reuniões para explicar para os moradores as mudanças, e assim estamos colocando a comunidade por dentro de todas as alterações, que devem começar em breve”, acrescenta.

Falcão reforça que algumas ruas passarão por mudanças de sentido, a fim de melhorar a fluidez do trânsito no local. “Colocamos nova sinalização e solicitamos o asfaltamento de algumas vias para criar rotas alternativas para as pessoas. A partir do momento que as mudanças começarem a funcionar, os agentes de trânsito estarão nos locais para tirar as dúvidas dos condutores. A nossa expectativa é que as mudanças tragam um trânsito melhor e mais seguro para todos”, disse.

O vereador R. Silva, que vai participar do encontro, enfatizou que foram feitas algumas reuniões para explicar as mudanças. “Estamos otimistas com as reuniões que já aconteceram. Hoje faremos mais um encontro para tirar as dúvidas das pessoas e para mostrar as vantagens das mudanças”, afirma.

Usuários de ônibus podem acompanhar novos trajetos das linhas da zona Sudeste

Os usuários de transporte público da zona Sudeste podem, a partir desta sexta-feira (30), acompanhar os novos trajetos dos ônibus por meio de cartazes que foram colocados dentro dos veículos de suas respectivas linhas. O Hora Certa iniciou na zona Leste, no Terminal Zoobotânico, e depois se estendeu para os demais terminais em funcionamento. Agora é a vez da zona Sudeste receber o serviço.

De acordo com o gerente de planejamento da Strans, Denilson Guerra, os ônibus vão partir da plataforma de cada terminal, se deslocar até o bairro do usuário, embarcando e desembarcando os passageiros, e retornará ao terminal de integração. Ele explica como será o serviço.

“As únicas linhas que nesse primeiro momento vão sofrer uma mudança são as que fazem atendimento ao Alto da Ressurreição, que passarão a atender os dois terminais, ou seja: a linha sai do Terminal Itararé, passa no Terminal Livramento, vai até a região do Alto da Ressurreição e retorna passando nos terminais. Já a linha do Parque Jurema vai ser controlada a partir do Terminal Livramento. Portanto, a linha parte do Livramento utilizando o acesso mais rápido que possuímos, que é pela via do Terminal de Petróleo, passa dentro do Itararé e se desloca até o Parque Jurema também retornando pelos dois terminais”, declara.

Essa medida busca melhorar o atendimento e torná-lo mais rápido. Os quadros com os horários serão disponibilizados nas plataformas para que o usuário acompanhe a hora que o ônibus sai para o centro e para o bairro.

“Assim você consegue mensurar o seu tempo, além de fiscalizar se a viagem foi cumprida. O não cumprimento pode ser oficiado ou informado para o fiscal da plataforma. Também pode ser feita alguma reposição dos veículos da viagem que não for cumprida, pois como nós centralizamos a operação no terminal de integração, você tem o carro reserva que pode ser utilizado, caso algum veículo apresente problema mecânico ou viário”, complementou o gestor.

Strans inicia Operação Hora Certa na zona Sudeste no próximo dia 7

Começa a funcionar no próximo dia 7 a Operação Hora Certa nos Terminais de Integração do Livramento e Itararé, zona Sudeste da cidade. A medida tem como objetivo informar os horários de partida dos ônibus para outros bairros e para o Centro.

O gerente de Planejamento da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (Strans), Denilson Guerra, informou que essa novidade foi testada inicialmente no Terminal Zoobotânico e os resultados foram satisfatórios. Por isso, foi estendida para a zona Sul e agora será implantada na zona Sudeste.  “Vamos ampliar a Operação Hora Certa para a zona Sudeste a fim de melhorar o atendimento, também, nesta área da cidade”, disse.

Guerra reforça que, com essa nova dinâmica, os carros sairão do terminal com hora certa, possibilitando ao passageiro uma melhor programação dos seus horários. Com isso, as rotas das linhas alimentadoras do Livramento e Itararé mudarão o seu comportamento no ponto de retorno dos bairros, antigamente chamado de parada final. “Fizemos alguns ajustes para atender melhor a todos os usuários do Sistema Inthegra. Colocaremos em todos os ônibus os mapas com os novos itinerários das linhas”, enfatizou.

Strans faz intervenção para melhorar fluidez na Av. Marechal Castelo Branco

A partir de segunda feira (26) a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) fará um ajuste, com uso de cones, em uma das faixas da Avenida Marechal Castelo Branco, no sentido leste/oeste, nas proximidades da Rua Leonel Caetano. Com essa medida, após o condutor sair da Rua Rodrigues dos Santos seguirá pela Rua Leonel Caetano para acessar a Marechal, em seguida os condutores terão o acesso livre à direita com destino à zona sul da cidade.

A medida foi adotada porque foi identificado um congestionamento todos os dias, no horário das 6h30 às 8h30, por isso será feita essa canalização para melhorar a fluidez no local. De acordo com o diretor de trânsito e sistema viário da Strans, José Falcão, a intervenção será realizada no início da manhã, pois é o horário de maior fluxo de veículo na área. “Todas as vezes que identificamos algum problema na circulação de veículos na cidade realizamos um estudo técnico e tomamos as medidas necessárias para resolver a situação. Neste caso, a canalização vai melhorar a fluidez para que possamos pensar numa solução definitiva”, acrescenta.

Falcão reforça que o crescimento da frota tem trazido para a cidade muitos problemas, por isso as intervenções estão sendo realizadas em todos os pontos da cidade. “Alertamos para que as pessoas fiquem atentas às mudanças, mas os nossos agentes de trânsito estarão no local para orientar os condutores. Trabalhamos para proporcionar para todos um trânsito melhor e mais seguro”, enfatiza.

 

Strans interditará vias nas zonas Leste e Sul de Teresina neste domingo (25)

Para dar mais segurança aos participantes e condutores de dois grandes eventos esportivos neste domingo (25), a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsitos (Strans) interditará algumas vias e retornos em duas zonas da cidade.

Na zona Leste acontecerá a corrida Track e Field. Por esse motivo, as rotatórias do Pintos Shopping, parque Potycabana, Eurobusiness e Newland,  localizadas entre o Teresina Shopping e a Universidade Federal do Piauí (UFPI), serão interditadas parcialmente a partir das 6h.

A Ponte Estaiada, sentido Oeste/Leste, para quem vem da Alameda Parnaíba para Avenida Dom Severino, será interditada totalmente. Os condutores deverão entrar na Rua 1° de Maio para acessar a Ponte da Primavera. O trecho da Avenida Padre Humberto com a Avenida dos Ipês também será fechado para que os participantes transitem com segurança. As liberações acontecerão por volta de 8h.

Na zona Sul será realizada a 3ª etapa do Campeonato Piauiense de Ciclismo. Uma interdição será feita na Ponte Ancelmo Dias, sentido Leste/Oeste. Os condutores deverão usar a Ponte Tancredo Neves. Também será interditado o retorno que dá acesso à Avenida Cajuína e o retorno próximo ao Açaí.  Os motoristas que trafegam na Avenida Gil Martins não poderão utilizar a alça de acesso à Avenida Padre Humberto.

O gerente de Operação e Fiscalização, Denis Lima, afirma que para os dois eventos haverá a presença dos agentes de trânsito fazendo o acompanhamento dos participantes e controlando o tráfego nas regiões. “Os condutores devem buscar rotas alternativas nestes locais que vão ter interdição total. Os agentes estarão lá para fazer essa orientação e para acompanhar os atletas durante todo o percurso”, explicou.