Centro de Teresina tem aumento considerável no tráfego nesta segunda (3)

Com a reabertura de mais estabelecimentos comerciais na manhã desta segunda-feira (3), no centro de Teresina, foi verificado aumento considerável na quantidade de pessoas e no tráfego de veículos naquela área da capital. Mesmo com a reabertura permanece a necessidade de conter aglomeração e evitar contaminação pela Covid-19 e por essas razões a Superintendência Municipal de Transportes e trânsito (Strans) mantém a interdição de algumas ruas no centro.

Com essa operação continua permitida a circulação de veículos nas ruas Desembargador Freitas, David Caldas, Paissandú e Avenida Maranhão, mas os condutores não podem fazer conversões dentro do trecho que permanece interditado.

Já era esperado esse aumento no fluxo de pessoas no centro, em especial nas áreas de agências bancárias, por ser período de pagamento de aposentados e pensionistas e que coincidiu com a data de reabertura de mais lojas.

O gerente de operação de Trânsito da (Strans), Dênis Lima, informa que os agentes estão no centro das 6h às 18h de segunda a sexta-feira, para fazer a organização da passagem de veículos permitidos a transitarem no perímetro interditado. “A operação segue sem previsão de término e nossas equipes estão localizadas nos pontos estratégicos dos cruzamentos interditados dando orientações e permitindo o acesso apenas dos veículos autorizados conforme o decreto municipal”, informa.

A interdição de algumas vias do centro teve início dia 13 de julho e chegou a registar redução de 90% no tráfego de veículos e pessoas no centro de Teresina. Esse índice foi reduzindo nos últimos dias com a abertura de parte do comércio no dia 27 de julho. A interdição consta no Decreto 19.908 e tem sido uma das medidas de conter aglomeração e evitar contaminação pela Covid 19.

O gerente informa que existe penalidade para quem desobedecer o decreto ao cometer infração grave, com aplicação de multa de R$ 195,26 e cinco pontos no prontuário da Carteira Nacional de Habilitação.

 

Teresina registra redução de 21% de acidentes com motociclistas na pandemia da Covid-19

A quantidade de acidentes envolvendo motociclistas caiu em 21% de março a junho deste ano na capital. O dado é comparado ao mesmo período de 2019 e consta nas informações do Hospital de Urgência de Teresina (HUT), que atende pacientes acidentados envolvendo motocicleta. Nesse período de quatro meses, a cidade já estava com medidas restritivas de serviços e de circulação de pessoas devido à pandemia da Covid-19.

Na data de hoje (27) quando é comemorado o Dia Nacional do motociclista percebe-se o aumento na quantidade de motociclistas nas ruas de Teresina, devido à demanda pelo serviço de entrega de mercadorias que prioriza o serviço em motocicleta.

Sobre a quantidade de acidentes, os dados do HUT revelam que de março a junho do ano passado foram 2.879 ocorrências com motos, sendo 748 em março, 689 em abril, 755 em maio e 678 em junho. Em 2020 foram 2.272 acidentes o que comprova a redução de 21%, sendo 638 acidentes em março, 469 em abril, 604 em maio e 561 em junho.

Sobre as condutas corretas no trânsito pelos motociclistas, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) alerta para a necessidade dos condutores observarem as normas obedecendo os limites de velocidade de cada via, a atenção nos cruzamentos e o uso do capacete.

O agente de trânsito da Strans, Hudson Rabelo, cita quais são as principais condutas para evitar acidentes. “A utilização do capacete afivelado, o uso do retrovisor e o respeito ao limite de velocidade em cada via evitam a ocorrência de acidentes graves”, diz.

O condutor da motocicleta está sempre em situação de vulnerabilidade no trânsito e alguns atos contribuem para acontecer acidentes, como explica o agente de trânsito, Torquato Neto. “Numa simples observação do comportamento do motociclista percebemos muitas atitudes proibidas sendo praticadas e em especial nesse período em que houve redução do tráfego. São manobras como subir em canteiros, trafegar pelas calçadas, não respeitar a sinalização e o excesso de velocidade são atitudes que causam muitos acidentes”, analisa.

 

Centro de Teresina permanece interditado com retorno do funcionamento de estabelecimentos

 

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) informa que esta semana continuam interditadas as ruas do centro, mesmo com a autorização de funcionamento de alguns estabelecimentos comerciais, a partir desta segunda-feira, 27.

Quanto ao serviço de carga e descarga permanecerá com as mesmas condições de antes da interdição, sendo proibido somente o acesso de veículo acima de 5 toneladas. Esses veículos só podem realizar carga e descarga entre 18h e 6h da manhã.

O gerente de operações de Trânsito da Strans, Denis Lima, explica que a operação terá continuidade da mesma forma de antes quando não havia permissão de funcionamento de estabelecimentos comerciais. “Os agentes estarão a postos para garantir que circularão somente os veículos permitidos pelo Decreto Municipal e como já estamos realizando há duas semanas.  Quanto aos demais veículos poderão optar pelas vias paralelas ou próximas aos locais interditados”, explica. Ele ressalta que o resultado da interdição tem sido satisfatório com redução de 90% no tráfego de veículo na área central da cidade.

A primeira etapa da fase 2 inicia nesta segunda, 27, quando estarão autorizados a funcionar o comércio atacadista e varejista de itens não essenciais, como eletrodomésticos, além de pet shop, agências de viagens, serviços administrativos, de edifícios, missas, serviços religiosos.

A interdição que teve início dia 13 último continua sendo fiscalizada por agentes da Strans de segunda-feira a sábado, das 6h às 18h, no perímetro das ruas Desembargador Freitas, Paissandu, David Caldas e Avenida Maranhão com  permissão de circular os veículos previstos no Decreto 19.908 que especifica ações para conter aglomeração e contaminação pela Covid-19.

Serviço de ouvidoria da Strans segue disponível durante a pandemia da Covid-19

O serviço de ouvidoria da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) segue disponível durante a pandemia da Covid-19, pelo número 99460 2486, de segunda a sexta-feira, no horário das 8h às 18h. Esclarecimentos relacionados à área administrativa são realizados pelo telefone e os atendimentos encaminhados aos setores responsáveis. Os serviços de solicitação de atendimento sobre trânsito continuam pelos fones 118 e 3122 7617, das 6h às 23h.

O superintendente da Strans, Weldon Bandeira, enfatiza que esse novo canal está disponível desde maio, e é voltado para quem deseja atendimentos e orientações mais ágeis, visto que os serviços presenciais não estão sendo realizados. “Neste canal, é possível esclarecer questões administrativas, tirar dúvidas sobre procedimentos de infrações ou até mesmo informar alguma situação atípica sobre linhas ou frotas de ônibus. Assim, tudo pode ser repassado às gerências responsáveis de forma rápida”, explica.

A Strans informa que o antigo serviço de ouvidoria voltará a atender os cidadãos tão logo o horário de funcionamento da sede do órgão seja normalizado ao final da pandemia da Covid-19. A população também pode optar pelo Colab, que é uma plataforma disponível para esclarecimentos ou denúncias, em que os teresinenses podem inserir imagens e descrever a demanda desejada.

Frota de ônibus em Teresina será de 30% nesta sexta (24)

Como vem sendo feito em todos os finais de semana deste mês, Teresina terá frota de 30% dos ônibus em circulação nesta sexta-feira (24). No sábado (25) e domingo (26) o serviço será suspenso.  A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) diz que essa determinação é semelhante a que ocorreu nos finais de semana ao longo desse mês. A medida é para conseguir melhores índices de isolamento social e evitar a contaminação pela Covid-19.

No final de semana passado os índices de isolamento foram de 38,2% na sexta-feira (17), de 49% no sábado (18) e de 55,5% no domingo (19). Esses dados revelam que houve redução do índice em comparação aos do final de semana anterior quando foram registrados na capital 42,7% na sexta (10); 51,8 % no sábado (11) e 55,7% no domingo (12).

 

Este é o último final de semana de restrições mais duras com base no Decreto Municipal 19.890 de 6 de julho, que trata sobre da intensificação de medidas de isolamento social mais rigorosas nas sextas, sábados e domingos deste mês por conta da pandemia de Covid-19.

O gestor da Strans, Weldon Bandeira, analisa que essa estratégia que atinge o transporte público de passageiros contribui nas medidas de combate a Covid-19. “As pessoas precisam se convencer da necessidade de isolamento, esse índice precisa melhorar este final de semana. O poder público conta com a colaboração coletiva da população. Ficando em casa estamos protegendo nossa família, amigos e a vida de muitos teresinenses.”, solicita.

Conforme o decreto, haverá restrição de funcionamento de serviços nesta sexta-feira (24) quando é permitido o funcionamento apenas de supermercados, mercados, postos de combustíveis, serviços bancários, casas lotéricas, distribuição e comercialização de combustíveis, farmácias e drogarias, serviços de saúde, segurança e vigilância, delivery para entrega de comida pronta, comunicação e situações comprovadas de urgência e emergência.
No sábado (25) e domingo (26) só funcionarão farmácias e drogarias, serviços de saúde, segurança e vigilância, delivery exclusivo para entrega de produtos de alimentação pronta, comunicação e situações comprovadas de urgência e emergência.

 

Strans prorroga renovação de alvará dos taxistas para janeiro de 2021

Em virtude da pandemia da Covid-19, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) prorrogou a renovação de alvará dos taxistas para 31 de janeiro de 2021. O objetivo é evitar o atendimento presencial para evitar a disseminação do vírus.

“Prorrogamos o prazo como forma de garantir que não haja riscos para os profissionais envolvidos nessas vistorias, como os taxistas e os funcionários da própria Strans. É de suma importância seguirmos as recomendações das autoridades de saúde, evitando esse tipo de contato físico”, destaca o superintendente da Strans, Weldon Bandeira.

Em janeiro deste ano, a Strans já havia prorrogado por 60 dias as vistorias e renovações dos taxistas da capital. Com a nova Portaria, o prazo mais recente passa a valer por mais 306 dias, contando a partir do dia 31 de março de 2020.

Confira a Portaria nº 11/2020

Agentes da Strans seguem coordenando restrições de veículos no Centro

Na segunda semana de restrição de circulação de veículos no centro da cidade, os agentes de trânsito da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) seguem coordenando as operações no local. Desde o dia 13 de julho apenas veículos permitidos pelo Decreto 19.908 têm acesso ao perímetro das ruas Desembargador Freitas, Paissandu, David Caldas e Avenida Maranhão. O isolamento da área tem ajudado a conter aglomerações e evitar contaminação pela Covid-19 na cidade.

O gerente de operação e fiscalização da Strans, Denis Lima, pontua que desde o início das interdições os resultados têm sido positivos. “Já estamos na segunda semana de restrições e sentimos que os condutores têm se adaptado. As aglomerações no perímetro tiveram uma diminuição em torno de 90% e esperamos manter essa média até a retomada gradual das atividades na área isolada”, explica.

Os agentes da Strans estão acompanhando as interdições e fazem a fiscalização dessas vias das 6h às 18h, de segunda a sábado. Os condutores de veículos que desobedecerem às normas estarão passíveis de autuação por infração grave, com aplicação de multa no valor de R$ 195,23, além de cinco pontos no prontuário da CNH do condutor.

O supervisor dos agentes de trânsito, Ricardo Braga, pede a colaboração dos condutores para que sigam as recomendações. “Mesmo com o saldo positivo, ainda temos condutores que têm desrespeitado as recomendações. Já tivemos casos de motoristas transitando na contramão, ultrapassagem de bloqueios viários e desobediência às ordens dos nossos agentes. Por isso, solicitamos que a população colabore e se desloque à área central somente em casos essenciais”, enfatiza.

Os veículos sem permissão para circular no perímetro isolado podem optar pelas vias paralelas ou próximas às interdições. Quem deseja ter acesso à Ponte da Amizade, as rotas pelas ruas Paissandu, Riachuelo e Senador Teodoro Pacheco permanecem normais. O decreto não aplica restrições à circulação de veículos por essas vias.

Passageiros podem fazer integração entre zonas em um prazo de duas horas

As operações de integração permanecem ativas mesmo sem o funcionamento dos terminais durante a pandemia da Covid-19. Os passageiros podem fazer a troca de ônibus de zonas diferentes no prazo de duas horas em qualquer ponto da cidade com itinerários coincidentes. Com a retomada do transporte público de Teresina no início do mês de julho, os serviços voltaram de forma reduzida com 70% da frota nos horários de pico, 6h às 9h e 17h às 19h, e 30% nos demais horários.

O gerente de planejamento da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans), Denilson Guerra, esclarece que a integração só é possível entre zonas diferentes e com a utilização do cartão eletrônico. “A integração está disponível desde a retomada da circulação dos ônibus e independe do funcionamento dos terminais. É importante que o passageiro tenha em mãos o cartão eletrônico e que a integração seja feita com linhas de zonas diferentes”, enfatiza.

O gerente ressalta, ainda, que a integração pode ser feita em qualquer zona da cidade, desde que seja em um ponto com itinerários coincidentes das linhas. “Por exemplo, se você vem da zona Leste e quer integrar com a zona Sudeste, você pode integrar em um ponto de itinerário coincidente, como a Avenida João XXIII. O mesmo vale para todos os demais abrigos de passageiros e estações que recebem linhas de regiões diferentes”, explica.

Enquanto durar a pandemia, a determinação da Strans é que a lotação dos ônibus não passe de 45 passageiros, sendo 30 sentadas e 15 em pé. O órgão tem recomendado aos passageiros que façam fila mantendo o distanciamento, evitando qualquer tipo de aglomeração. A Prefeitura de Teresina também tem realizado a desinfecção das paradas finais e nas garagens ao final de cada turno, além da verificação da temperatura dos profissionais e disponibilização de álcool em gel e máscaras para os operadores.

Restrições no trânsito reduziram aglomerações no Centro de Teresina

Após a primeira semana de interdições no Centro de Teresina, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) avalia como positiva a medida, que reduziu em 90% a circulação de veículos na área. O isolamento de algumas vias na região tem ajudado a conter aglomerações e evitar contaminação pela Covid-19. Desde a última segunda-feira (13), só tem acesso ao perímetro das ruas Desembargador Freitas, Paissandu, David Caldas e Avenida Maranhão, veículos permitidos pelo Decreto 19.908.

O diretor de operação e fiscalização da Strans, Jaime Oliveira, destaca que a redução de circulação de veículos dentro da área isolada tem sido significativa e que serão feitas adaptações conforme a abertura gradual do comércio. “O saldo dessa primeira semana é positivo, afinal, estamos conseguindo conter as aglomerações no Centro e o cenário é outro, se formos comparar as semanas anteriores. Contamos com a colaboração da população para que se desloque à área central somente em casos essenciais, para que sejam feitas adaptações durante a reabertura gradual do comércio”, enfatiza.

A circulação pelas ruas Desembargador Freitas, Paissandu, David Caldas e Avenida Maranhão é permitida, mas em alguns cruzamentos dessas vias os motoristas não podem fazer conversões para acessar a parte central da cidade.

Os veículos sem permissão para circular no perímetro isolado podem optar pelas vias paralelas ou próximas às interdições. Para quem deseja ter acesso à Ponte da Amizade, as rotas pelas ruas Paissandu, Riachuelo e Senador Teodoro Pacheco permanecem normais. O decreto não aplica restrições à circulação de veículos por essas vias.

O gerente de operação e fiscalização da Strans, Denis Lima, esclarece que agentes da Strans estão acompanhando as interdições de perto e que fazem a fiscalização dessas vias das 6h às 18h, de segunda a sábado. “Quem desobedecer comete infração grave, com aplicação de multa de R$ 195,26 e cinco pontos no prontuário da CNH. Infelizmente, alguns condutores têm resistido e desrespeitado as recomendações, pegando acessos pela contramão de algumas vias, por exemplo. Mas estamos trabalhando para que tudo ocorra em ordem e sem transtornos aos motoristas”, ressalta.

Para dinamizar a circulação de veículos nos acessos às ruas Desembargador Freitas, Paissandu, David Caldas e Avenida Maranhão, a Strans instalou, ainda, três novos pontos de isolamento nos cruzamentos das ruas Eliseu Martins com David Caldas, Treze de Maio com Benjamin Constant e Sete de Setembro com Coelho Rodrigues. Os novos trechos são acionados quando estão congestionadas as vias alternativas no entorno do perímetro.

Teresina terá frota de ônibus de 30% nesta sexta (17)

Nesta sexta-feira (17)  haverá redução para 30% da frota de transporte público em Teresina. No sábado (18) e no domingo (19) o serviço será suspenso. A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) informa que essa determinação é semelhante a que ocorreu no último final de semana e que contribuiu para o registro de melhores índices de isolamento social com 42,7% na sexta;  51,8% no sábado e de 55,7% no domingo.

Essas alterações no funcionamento do serviço de transporte público ocorrem em consideração ao cumprimento do Decreto Municipal 19.890 de 6 de julho, que trata sobre  a intensificação de medidas de isolamento social mais rigorosas nas sextas, sábados e domingos deste mês de julho. Essa foi uma das formas de combater a Covid-19.

 

O gestor da Strans, Weldon Bandeira, analisa que essas estratégias no funcionamento do transporte público contribuem para melhorar o isolamento. “Ficamos satisfeitos com os índices alcançados no final de semana passado, mesmo não sendo os ideais. Dessa forma todos contribuindo iremos sair mais rápido desse tempo de pandemia”, diz.

 

Conforme o decreto, existe restrição de funcionamento de serviços nas sextas-feiras. É permitido o funcionamento apenas de farmácias e drogarias, mercados, supermercados, bancos, loterias, serviços de saúde, segurança e vigilância, delivery exclusivo para entrega de produtos de alimentação pronta, comunicação e situações comprovadas de urgência e emergência.

 

Também conforme o decreto nos sábados e domingos só funcionam farmácias e drogarias, serviços de saúde, segurança e vigilância, delivery exclusivo para alimentação pronta, comunicação, e em situações de comprovada urgência e emergência.