STRANS – Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito
Teresina, 29 de Junho de 2017

Você está em » Destaques Ver todas

Prefeitura inicia obra do Terminal da Piçarreira

06/03/2017 - 12h03
kennedy

Foi assinada a Ordem de Serviço para que seja iniciada a obra do Terminal da Piçarreira, na zona Leste da cidade. A área construída é de 2.900 metros quadrado, somando um investimento de R$ 4.100.418,00. O prazo para conclusão é de um ano. O Terminal ficará localizado na Avenida Presidente Kennedy, ao lado do Parque Zoobotânico.

 

De acordo com a engenheira da Strans, Adélia de Melo, a obra está na fase inicial e deverá ser concluída no começo do ano que vem. “A construtora está fazendo a limpeza do terreno e agora serão iniciadas as escavações. O Terminal da Piçarreira será construído no mesmo padrão dos demais terminais de integração e terá um funcionamento semelhante aos outros”, explicou.

 

A engenheira enfatiza que tanto a entrada quanto a saída dos ônibus será feita pela Avenida Kennedy. “Os projetos dos terminais são similares. Fazemos apenas algumas adaptações de acordo com os terrenos”, acrescentou.

 

Com a conclusão do terminal vão passar pelo local 16 linhas de ônibus da zona Leste, sendo 21 carros das linhas alimentadoras (bairro/terminal) e 24 das linhas troncais (terminal/centro), o que compreende um total de 45 carros que devem passar pelo local e 48 mil passageiros por dia.

 

Ao todo, serão oito terminais, dos quais dois (Itararé e Livramento), na zona Sudeste, já foram concluídos e estão funcionando nos finais de semana e feriados. Na zona Sul o terminal do bairro Bairro Bela Vista está sendo concluído e o do Parque Piauí iniciou a obra recentemente. Os terminais da zona Norte (Buenos Aires e Rui Barbosa) também estão em fase de conclusão e na zona Leste está iniciando a obra do Terminal da Piçarreira e o Santa Isabel deverá começar em breve.

 

A construção dos terminais é um importante passo no sistema de mobilidade urbana da capital, pois deve agilizar e diminuir o tempo de viagens dos usuários. Segundo o gerente de Planejamento da Strans, Vinicius Rufino, à medida que os terminais de cada zona forem concluído, devem começar a funcionar, oferecendo mais mobilidade na cidade. “Com a conclusão dos terminais e dos corredores exclusivos para os ônibus o transporte público vai ganhar mais agilidade e, consequentemente, será oferecido um serviço de mais qualidade”, finalizou.