Nos três primeiros meses deste segundo semestre, uma operação de fiscalização da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) em parceria com outros órgãos, apreendeu 49 veículos que faziam transporte ilegal de passageiros. Os dados do trabalho também mostram que foram feitas 631 remoções, sendo 515 motos e 116 carros, e foram recuperados dois veículos roubados.

De acordo com o Diretor de Operação e Fiscalização da Strans, Jaime Oliveira, o trabalho de fiscalização é realizado todos os dias em várias áreas da cidade. “Fazemos essa ação com os policiais militares e agentes do Ciptran e BPRE, em um trabalho de união de esforços para melhorar o trânsito da cidade e garantir a segurança das pessoas”, acrescentou.

A fiscalização é realizada em conformidade com a Lei 4.942/16. Os veículos apreendidos são encaminhados para o pátio do Detran, onde ficam por 15 dias. “As pessoas que tiveram seus carros apreendidos devem comparecer à superintendência para regularizar a situação, entretanto, é bom lembrar que o veículo somente será devolvido após 15 dias, como parte da penalidade”, explicou.

Além disso, a lei prevê ainda que caso esse condutor seja apreendido novamente fazendo o transporte clandestino de passageiros no prazo de seis meses, contados da autuação da última infração, o valor da multa e o prazo da apreensão será aplicado em dobro. “Aconselhamos as pessoas para usarem o serviço de transporte que seja regularizado, pois assim terão mais segurança”, finalizou.

Ontem, 1, a operação apreendeu uma moto que estava fazendo transporte ilegal de passageiros. O veículo foi localizado próximo ao cruzamento da Avenida Joaquim Ribeiro com a Avenida Pedro Freitas, na zona Sul da cidade. A moto era roubada e estava com a placa clonada.

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).